PIB: o que é, como é medido e qual é a trajetória do Produto Interno Bruto brasileiro

Home / Blog

O PIB é o indicador econômico mais importante de qualquer país. Ele representa o valor de todos os bens e serviços produzidos pela nação e serve como um medidor da atividade econômica.

Em 2020, o impacto da pandemia do novo coronavírus causou uma queda de 3,5% no PIB mundial, segundo estimativa do Fundo Monetário Internacional (FMI). No Brasil, o PIB do ano passado foi de R$ 7,4 trilhões, de acordo com o IBGE. Este valor corresponde a um tombo de 4,1% em relação a 2019 e é um sinal de recessão econômica.

Mas o que esses dados significam, na prática? Como é feito o cálculo do PIB?

Neste artigo, você vai conhecer mais sobre este indicador e entender melhor o cenário atual da economia brasileira. Conhecer em detalhes esse indicador é essencial para qualquer investidor que se preocupa com os rumos da economia.

Vamos entender?

O que é PIB?

A sigla PIB significa “Produto Interno Bruto” e corresponde à soma do valor de todos os bens finais produzidos dentro de um país, estado ou município. Ele costuma ser representado por ano e também por trimestre. Ao contrário do que muitos acreditam, o PIB não representa todo o dinheiro ou riqueza que existe em um país. Na verdade, ele é uma medida de fluxo econômico, isto é, daquilo que foi produzido e vendido em uma determinada economia.

O PIB é um indicador tão relevante que é frequentemente citado no noticiário como “atividade econômica” ou simplesmente “economia”. Quando o PIB de um país sobe, isto indica que ele está produzindo mais e recebendo mais investimentos.

No Brasil, o PIB oficial é calculado pelo IBGE, mas existem outros medidores de atividade econômica. Alguns exemplos são o IBC-Br (publicado pelo Banco Central), também chamado de “prévia do PIB”, e o Monitor da Atividade Econômica da FGV.

Cada país divulga seu PIB em sua própria moeda nacional. Algumas entidades, como o FMI e o Banco Mundial, são responsáveis por calcular o PIB global e a comparação dos PIBs nacionais expressados em dólar.

Como o PIB é calculado?

O cálculo do PIB envolve o valor de todos os bens e serviços finais produzidos por uma economia pelo preço do produto aos consumidores. Isto significa que a conta do PIB não inclui os preços de insumos, taxas ou bens intermediários, pois considera-se que estes custos estão incluídos no valor final de venda. Além disso, o PIB leva em conta somente os bens e serviços produzidos internamente. As exportações e compras feitas por estrangeiros são adicionadas à conta, mas não o consumo de produtos fabricados no exterior. Vale destacar que uma parcela considerável do PIB pode ser movimentada pela economia informal — isto é, não declarada ao governo —, que é difícil de ser mensurada.

No Brasil, a contribuição informal ao PIB é estimada com base em dados de emprego e renda. Existem duas formas principais de expressar o indicador: o PIB nominal, com base em valores correntes, e o PIB real, baseado em valores constantes. Essa diferença serve para evitar distorções no cálculo do PIB causadas pela inflação.

Quando o PIB cresce, a alta pode ser causada pelo aumento da produção ou por um encarecimento dos bens e serviços. Assim, o PIB real é um indicador mais adequado para comparar a atividade econômica de um ano para outro, desconsiderando a variação de preços.

O IBGE calcula o PIB real do Brasil tendo os preços de 1995 (início da série histórica) como referência. Já o PIB nominal é útil para comparar a atividade econômica de vários países em um dado momento, desconsiderando as diferenças de custo de vida e flutuações do câmbio.

Qual é o PIB do Brasil?

O PIB brasileiro foi de R$ 7,4 trilhões (US$ 1,42 trilhões) em 2020, uma queda de 4,1% em relação ao ano anterior.

Os principais estados contribuidores para o PIB brasileiro são:

São Paulo: R$ 2,21 trilhões

Rio de Janeiro: R$ 758,85 bilhões

Minas Gerais: R$ 614,87 bilhões

Rio Grande do Sul: R$ 457,9 bilhões

Paraná: R$ 440 bilhões.

Um levantamento preliminar da agência Austin Rating coloca o PIB do Brasil como 12º maior do planeta em 2020, sendo ultrapassado por Canadá, Coreia do Sul e Rússia. No ano anterior, o Brasil ocupava o 9º lugar no ranking das economias mundiais e era o único país da América Latina entre os dez maiores PIBs do planeta.

O relatório da Austin Rating prevê ainda que o país pode recuar ao 14º lugar no ranking em 2021, perdendo espaço para Austrália e Espanha.

As três maiores economias globais hoje são:

Estados Unidos: US$ 20,8 trilhões

China: US$ 14,8 trilhões

Japão: US$ 4,9 trilhões.

O que é PIB per capita?

O PIB per capita (em latim, “por cabeça”) é calculado através da divisão do PIB pelo número de habitantes de um país.

Este dado representa o quanto cada indivíduo na economia receberia se o PIB fosse distribuído igualmente. O cálculo do PIB per capita é baseado no PIB nominal ajustado pela Paridade de Poder de Compra (PPC), um modelo estatístico que busca evitar distorções do poder aquisitivo de cada país causadas por variações na taxa de câmbio.

A PPC facilita a conversão do PIB de vários países para a mesma moeda considerando o custo de vida local e as variações internas de preços, uma vez que a taxa de câmbio é resultado de comércio exterior e especulação e não afeta todos os produtos igualmente.

Assim, enquanto o PIB representa o crescimento de uma economia, o PIB per capita pode ser considerado um medidor de desenvolvimento econômico. Ele indica se o aumento da atividade em uma economia está se refletindo em um maior poder de compra da população.

Fonte: https://warren.com.br/blog/pib/

Voltar